O que são links patrocinados do Google Adwords?

Outubro Rosa: um desafio para passar adiante
24/10/2017
Como usar o Google Adwords para gerar leads
27/10/2017

Diverse people covered with emoticons

Todo mundo fala sobre os links patrocinados, mas o que são? Como funcionam? Onde vivem? Agora, na JAB Consultoria:

Antes de falarmos sobre os links patrocinados, você precisa saber que existem várias formas de divulgar um site, independentemente de qual seja seu porte ou segmento. As opções vão desde trabalhos de SEO até postagens em redes sociais, por exemplo.

Porém, esses trabalhos precisam de um certo tempo para que tragam resultados, tempo este que muitas vezes os donos não querem esperar. E agora, quem poderá lhe defender?


“Eu, o link patrocinado!”

Os links patrocinados poderão te defender e te colocar entre as primeiras posições do ranking do Google sem precisar esperar muito. Quem ainda não conhece essa alternativa está perdendo bastante tempo, conversões, vendas e lucros em seu trabalho de marketing digital.

Você quer saber o que são os links patrocinados do Google AdWords? Então, você está no lugar certo para ganhar bastante conhecimento com esse artigo!

O que são links patrocinados?

O nome link patrocinado pode soar um pouco estranho. Seria esse um link que tem patrocínios, igual aos grandes jogadores de futebol e modelos internacionais?

Não é bem assim, mas o conceito não está muito distante. Como o nome já sugere, esses links recebem um tipo de patrocínio. Mas, para quê?

Calma, nós explicamos de uma forma bem simples.

Como funciona na prática?

Para que um site esteja nas primeiras posições do Google, organicamente, é preciso fazer um trabalho de SEO super bem feito. Para se manter nas posições mais altas, também é importante ficar atento às atualizações do algoritmo do Google.

Porém, para praticamente qualquer pesquisa que você fizer no gigante das buscas, aparecerão alguns links no topo da lista, com uma palavrinha ao lado: anúncio.

Pronto, matamos a charada! Os links patrocinados do Google nada mais são do que um anúncio no Google, ou seja, alguém que investiu alguma verba para que aparecesse naquela posição, à frente dos concorrentes, em um lugar de destaque.

Como anunciar no Google?

“Se é só investir algum dinheiro para aparecer na frente dos outros, então é só reservar uma verba todo mês e investir nesse negócio de anúncio no Google para minha empresa estourar!”

Admita, você deve ter pensado assim, não é?

É mais ou menos por aí, mas não é tão simples quanto parece. Para fazer um anúncio no Google, é preciso seguir aos seguintes requisitos:

  • Ter um link para patrocinar.
    Nunca é demais reforçar: se você quer aparecer em uma posição bacana no Google através de um link patrocinado, precisa ter um link, que pode ser uma página comum, uma landing page ou uma squeeze page.
  • Patrocinar o link.
    Depois de ter o link, é preciso fazer seu patrocínio. Você pode utilizar quanto de verba quiser, mas precisa colocar algum dinheiro para o processo rodar.

Com isso, nós fechamos a lista mais óbvia que você vai ver hoje. Muito obrigado!

Brincadeiras à parte, muitos sites e agências apenas falam desses dois pontos acima. Só que esses são apenas os requisitos básicos para anunciar no Google: ter uma página e investir algum dinheiro nela.

Porém, se fosse só isso, todo mundo já estaria fazendo, não é verdade?

Existem algumas técnicas que precisam ser feitas para obter melhores resultados com isso, como gastar menos para ficar bem posicionado ou conseguir fazer com que o anúncio apareça para mais pessoas usando a mesma verba. Para isso, existe o gerenciamento de campanhas AdWords.

Qual a importância do gerenciamento de Campanhas AdWords?

Links patrocinados

Links patrocinados auxiliam no impulsionamento de sua empresa

Vamos por partes. Uma campanha no AdWords é um anúncio ou um grupo de anúncios feito em um site, não importa qual seja sua quantidade.

Primeiramente, para montar uma campanha de links patrocinados do Google, é preciso escolher as palavras-chave. Isso você já deve ter ouvido falar, certo?

À procura de capinhas de celular?

Mas, mesmo se não tiver, você sabe o que é: quando você procura por uma capinha para seu celular, digitaria “capinha para iPhone”, por exemplo. Esse termo é a palavra-chave!

Portanto, quem sabe como anunciar no Google ou quer aprender a fazer isso precisa ter em mente que todo o trabalho gira em torno das palavras-chave.

O jogo virou: agora você vende capinhas de celular

Se você tiver um site que vende capinhas de celular, com certeza quer ser encontrado no Google quando as pessoas pesquisam. Então, “capinha para iPhone” pode ser uma das palavras-chave da sua campanha.

Só que existem outras palavras que também podem ser usadas na campanha, como “capinha de iPhone”, “capa de iPhone” ou “capa para iPhone 7”, por exemplo. O gerenciamento de campanhas AdWords também tem essa função, de escolher as melhores palavras-chave.

O que faz uma palavra-chave ser melhor que a outra?

Nós estamos falando sobre links patrocinados, mas ainda não falamos nada sobre o investimento. É aí que entra a escolha das melhores palavras.

Conhece esses termos?

Cada palavra possui um custo. Assim que o usuário clica em seu anúncio na página de resultados, é debitado um valor da sua conta, conhecido como CPC (Custo Por Clique).

Existem também outras siglas que fazem parte desse trabalho, como CPA (Custo Por Aquisição). Ele é cobrado apenas quando ocorre uma conversão no site, seja o preenchimento de um formulário ou uma venda.

Cada palavra-chave tem um custo, que pode ser maior ou menor, dependendo de sua concorrência. Uma palavra que ninguém anuncia é mais barata do que “capinha para iPhone”, que é vendida por centenas de sites.

De acordo com o lance (valor pago por cada palavra), a página aparecerá em uma posição mais alta ou mais baixa. O lance pode mudar de acordo com a concorrência do momento, a hora do dia ou até mesmo com a qualidade do site.

Os termos mais baratos sempre são melhores?

Nem sempre. Está vendo só como anunciar no Google não é algo tão simples quanto parece?

Pense no seguinte: é melhor pagar R$ 2 em um clique que converte ou pagar R$ 0,30 em cliques que não trazem nenhum resultado?

Por isso, não é por que uma palavra é mais barata que ela é melhor. Nem sempre as mais caras também são melhores: tudo depende de cada caso.

Mãos à obra!

Espero ter te ajudado a desmitificar a complexidade do Google AdWords.

Porém, é muito importante que esse serviço seja feito por experts no gerenciamento de campanhas AdWords. Assim, sua campanha terá resultados maravilhosos e custará menos.

Fazer uma campanha de links patrocinados sem entender sobre o assunto será um baita de #CloseErrado. Então, não seja essa pessoa: se precisar, estude bastante sobre o assunto ou contrate uma empresa especializada!

jab
jab